marcos monteiro

Chief Information Officer (CIO) da Agência de Defesa Agropecuária do estado do Ceará (ADAGRI); Presidente da Associação de Peritos em Computação Forense do Estado do Ceará (APECOF); membro e ex-diretor de responsabilidade socioambiental do Grupo de Gestores de TIC (GGTIC-CE - http://www.ggtic-ce.org.br), Diretor de Grupos de Interesse da Associação de usuários de Informática e Telecomunicações (SUCESU-CE http://www.sucesuce.org.br), Professor do Centro Universitário Estácio de Sá do Ceará dos cursos de graduação tecnológica em Analise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Bacharelado em Sistema de Informação; professor da Pós graduação em Analise, Projetos e Gerência de Sistemas e da Pós graduação em Administração e Segurança de Sistemas Computacionais do Centro Universitário Estácio de Sá; professor da pós graduação em Segurança Informação da Faculdade Evolução; professor da pós graduação em Auditoria e Segurança da Informação da Faculdade Paraíso.

Palestras

  • ROADSEC FORTALEZA 08/04/2017

Título: Investigando o furto de dinheiro através de Internet Banking

No uso de metodologia de investigação de crimes digitais (Computação Forense) o objetivo é identificar como os criminosos desviaram dinheiro da conta da vitima através do Internet Banking.

  • ROADSEC FORTALEZA PRO 07/04/2017

Título: Espionagem Industrial - Investigando Roubo de Arquivos

A Computação Forense aliada na investigação de roubos de dados de um funcionario na empresa, identificando a materialidade e provando a autoria de um caso concreto.

  • ROADSEC teresina 16/04/2016

Título: Investigação de crimes em meio digital

O método científico de investigação somado ao conhecimento de auditoria de sistemas e segurança da informação são importantes ferramentas aliadas do perito em computação na investigação de crimes de qualquer natureza onde um computador é testemunha ocular.