DEIVISON PINHEIRO FRANCO

Mestre em Ciência da Computação e em Administração de Empresas. Especialista em Ciências Forenses e em Suporte a Redes de Computadores. Graduado em Processamento de Dados. Analista Sênior de Segurança da Informação do Banco da Amazônia. Professor Universitário. Perito Forense Computacional Judicial e Extrajudicial. Pesquisador e Consultor em Computação Forense e Segurança de Informações. Membro do IEEE Information Forensics and Security Technical Committee e da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. C|EH, C|HFI, DSFE e ISO 27002 Advanced. Autor e revisor técnico do livro Tratado de Computação Forense, revisor e membro do corpo editorial da Revista Brasileira de Criminalística e colunista das revistas eForensics Magazine, CryptoID e Segurança Digital. 

Palestras

  • ROADSEC BELÉM 25/03/2017

Título: O Processo da Perícia Forense Computacional para a Investigação de Crimes Cibernéticos - Metodologias, Técnicas e Ferramentas

Vive-se a era digital, na qual o computador, a internet e muitos outros recursos tecnológicos fazem parte, cada vez mais, do cotidiano das pessoas, trazendo consigo inúmeros benefícios. Entretanto, com o advento de tantas vantagens vem também a possibilidade da realização de novas práticas ilícitas e criminosas, já que todo esse aparato tecnológico facilita a vida de todos, mas inevitavelmente acaba por se tornar um novo meio para a prática de delitos. Tal fato decorre da facilidade do anonimato quando se está na frente de um computador, aliada a técnicas para omitir as evidências digitais que possam comprovar um crime e ligá-las a seu(s) autor(es). Desta forma, com o crescente número de crimes virtuais, surgiu a necessidade de se estabelecer processos e metodologias destinados a investigá-los. Sendo assim, a proposta desta palestra é abordar o processo da Perícia Forense Computacional para a investigação de crimes cibernéticos, mostrando sua metodologia, técnicas e ferramentas para tal, a fim de se mostrar quando, como e onde atua o perito forense computacional.